Quem és tu no Japão?
Dai Nippon - o grande Japão também é feito de pequenas coisas

Dai Nippon - o grande Japão também é feito de pequenas coisas

Tanaka Tatsuya | Fujir - viagens ao Japão

O Japão é um país de contrastes. Gostam de fazer as coisas em grande, e também se orgulham do seu minimalismo característico.


Podemos encontrar no Japão o maior edifício de madeira do mundo, a maior estátua de um Buda sentado de bronze, um dos maiores sinos do mundo, a maior torre na metrópole com a maior população do mundo, e até o maior relógio feito de flores.


Mas o povo japonês também tem um fascínio por fazer as coisas o mais pequenas e ergonómicas possíveis.


Talvez influenciado pela filosofia Zen (nada), ou pela falta de espaço nas suas casas, o japonês desenvolveu técnicas para abreviar, ou encolher, o mais possível o que parece supérfluo.

Este conceito de simplificar é aplicado nas expressões da própria língua como em Akeome Kotoyoro, que é a abreviatura de akemashite omedetō, kotoshi mo yoroshiku, uma expressão que se usa no ano novo para desejar boa sorte e boas relações interpessoais no ano que começa, ou no simples Ohayo que é abreviatura da expressão Ohayogozaimasu.

E também o podemos ver aplicado nas “encolhidas” pequenas latas de cerveja de 135ml.

 

 

Grandes artistas que se dedicam às pequenas coisas.

 

Eu sigo no instagram uma japonesa de Hokkaido que tem como hobbie fazer miniaturas de várias coisas.O mais impressionante é que vai até ao mais ínfimo pormenor.


Chama-se Megumi Hachinohe e o seu trabalho, embora pequeno em tamanho, já chegou à escala planetária. Podem apreciar o seu trabalho em @meguxmini.


Noutro registo, há o meu preferido Tanaka Tatsuya que embora não faça objectos de origem, cria cenários a uma escala minúscula usando objectos do dia a dia e figuras que coleciona.


O resultado final são autênticas obras de arte que já merecem destaque em museus e livros.


Podem segui-lo em @tanaka_tatsuya.


Estes são apenas dois exemplos de que se pode ser grande no Japão, e no mundo.

 

AUTOR: JORGE FERRAO


No japão há bonecos e mascotes para quase tudo, até para mandar vir chuva. Teruterubouzo é um boneco muito simples que não só controla o tempo como resiste à passagem do tempo.

08 ABRIL 2022
SABER MAIS

Iroha é o equivalente ao nosso ABC. É um pangrama que se transformou numa canção ou ladainha e que a maioria dos japoneses conhecem. O que a torna uma curiosidade para nós, ocidentais, é a sua utilização. Uma forma divertida de ordenar e memorizar um alfabeto.

31 JANEIRO 2022
SABER MAIS

Tawashi é uma pequena escova que existe há mais de um século no Japão e que tem uma história curiosa, por isso dizer que lavar com Tawashi é limpinho é pouco.

30 NOVEMBRO 2021
SABER MAIS

As beringelas são dos vegetais mais apreciados no Japão. Há muitas maneiras de as confecionar e apreciar. Se quiserem saber um pouco mais desta magnífica iguaria é só carregar no botão

31 MAIO 2021
SABER MAIS

Gyoza é uma entrada japonesa originária da China, que o Japão a transformou à sua maneira. Quem gosta de Gyoza deve carregar no saber mais.

25 MARÇO 2021
SABER MAIS

Sempre que vou a um restaurante japonês, penso "Dá-me Edamame" e a refeição começa logo bem. Edamame é mais do que um aperitivo, é um cimento social que solidifica relações inter-pessoais. Se quiseres saber do que estou a falar, lê o meu post.

09 MARÇO 2021
SABER MAIS

O Ramen era um prato, até há pouco tempo, desconhecido pela maioria dos portugueses. Tem tido uma crescente procura no ocidente. MAs como era no Oriente?

04 MARÇO 2021
SABER MAIS

Miso Shiru é uma sopa japonesa, que tal como o sushi, caracteriza a comida japonesa no seu geral. Mas é muito mais do miso.

18 FEVEREIRO 2021
SABER MAIS

O Kit kat no Japão tem uma oferta que promete, chegando a ter tido mais de 300 edições limitadas de diferentes sabores. Gosto mais de chocolate preto mas o Kit kat de match não fica atrás.

16 FEVEREIRO 2021
SABER MAIS