Quem és tu no Japão?
Iroha - O ABC do Japonês

Iroha - O ABC do Japonês

Iroha | Fujir - viagens ao japão

Iroha são os 3 primeiros fonemas do pangrama Japonês o que equivale de grosso modo ao nosso ABC.

Para entendermos melhor, aonde quero chegar, primeiro há que esclarecer como é composta a escrita japonesa. Os japoneses usam 5 alfabetos para comunicar por escrito na sua língua: o Hiragana, o Katana, os Kanji, o Romanji, e a numeração árabe.
Muito sucintamente: o Hiragana e Katakana são um conjunto de 47 fonemas idênticos mas que se usam em diferentes ocasiões. O Hiragana é usado para palavras de origem japonesas ou que já sejam muito antigas de modo já estarem incorporadas no léxico nipónico (ex: tabaco).
O Katakana, é usado para palavras estrangeiras, ou para leitura do som chinês dos kanji.
Os Kanji, são compostos por caracteres chineses que em conjunto com o Hiragana e Katana formam as frases japonesas.
O Romanji, designa os caracteres ocidentais que são usados muitas vezes para nomes de lojas, ou designação de produtos. Outro uso comum, é na aprendizagem da língua japonesa por ocidentais.
E por fim, a numeração árabe é usada cada vez mais em sinaléctica, botões de elevadores e até datas.

Mas vamos focar-nos no Hiragana, por ser a base da língua japonesa.
As crianças até ao 4º ano aprendem hiragana e katakana, só aprendendo Kanji posteriormente.
Também porque o Hiragana é o mais aproximado ao abecedário ocidental que a língua japonesa tem.

A forma actual em que é disposto o Hiragana é: a, i, u, e, o seguido dos fonemas com consoantes na mesma ordem, por exemplo ka, ki, ku, ke, ko, etc…
Esta ordem data de 901 e foi inspirada no guião siddhaṃ para o sânscrito.
Antes disso, por volta de 1000 anos atrás, a mnemónica que os japoneses arranjaram para decorar os 48 fonemas do hiragana foi um poema que mais tarde se tornou uma ladainha e que é conhecida como iroha uta.

O poema é o seguinte:

i ro ha ni ho he to chi ri nu ru wo
wa ka yo ta re so tsu ne na ra mu
u wi no o ku ya ma ke fu ko e te
a sa ki yu me mi shi we i mo se su


E a sua tradução livre é qualquer coisa como:

As cores são perfumadas, mas se espalham.
Em nosso mundo, quem poderia ficar ouro para sempre?
A profunda montanha de Uwi, vamos atravessá-la hoje.
Não terei um sonho de papel a menos que esteja bêbado.

Devido a todos os fonemas terem uma consoante associada (excepto o N) o japonês é das poucas línguas que permitem fazer uma pangrama em forma de poema sem repetição de letras, apesar de a maioria dos japoneses conhecerem a ladainha, nem todos percebem bem o seu significado. Mas esse também não é o propósito deste post.

O que achei curioso, foi ver que assim como nós usamos a ordem do ABC para identificar alíneas por exemplo, ou como identificação de variáveis os japoneses usam a ordem deste pangrama, e não a ordem estabelecida oficialmente do Hiragana.

Assim em vez de:
    a) Maçã
    b) Pera
    c) Morango
    etc…

Os japoneses usam:
    i) Ringo
    ro) Nashi
    ha)Ishigo
    etc…

A língua japonesa é cheia de simbolismos, analogismos e características únicas que a tornam difícil de aprender, mas de uma sensação profundamente recompensadora quando o fazemos.

AUTOR: JORGE FERRAO


No japão há bonecos e mascotes para quase tudo, até para mandar vir chuva. Teruterubouzo é um boneco muito simples que não só controla o tempo como resiste à passagem do tempo.

08 ABRIL 2022
SABER MAIS

Iroha é o equivalente ao nosso ABC. É um pangrama que se transformou numa canção ou ladainha e que a maioria dos japoneses conhecem. O que a torna uma curiosidade para nós, ocidentais, é a sua utilização. Uma forma divertida de ordenar e memorizar um alfabeto.

31 JANEIRO 2022
SABER MAIS

Tawashi é uma pequena escova que existe há mais de um século no Japão e que tem uma história curiosa, por isso dizer que lavar com Tawashi é limpinho é pouco.

30 NOVEMBRO 2021
SABER MAIS

As beringelas são dos vegetais mais apreciados no Japão. Há muitas maneiras de as confecionar e apreciar. Se quiserem saber um pouco mais desta magnífica iguaria é só carregar no botão

31 MAIO 2021
SABER MAIS

Gyoza é uma entrada japonesa originária da China, que o Japão a transformou à sua maneira. Quem gosta de Gyoza deve carregar no saber mais.

25 MARÇO 2021
SABER MAIS

Sempre que vou a um restaurante japonês, penso "Dá-me Edamame" e a refeição começa logo bem. Edamame é mais do que um aperitivo, é um cimento social que solidifica relações inter-pessoais. Se quiseres saber do que estou a falar, lê o meu post.

09 MARÇO 2021
SABER MAIS

O Ramen era um prato, até há pouco tempo, desconhecido pela maioria dos portugueses. Tem tido uma crescente procura no ocidente. MAs como era no Oriente?

04 MARÇO 2021
SABER MAIS

Miso Shiru é uma sopa japonesa, que tal como o sushi, caracteriza a comida japonesa no seu geral. Mas é muito mais do miso.

18 FEVEREIRO 2021
SABER MAIS

O Kit kat no Japão tem uma oferta que promete, chegando a ter tido mais de 300 edições limitadas de diferentes sabores. Gosto mais de chocolate preto mas o Kit kat de match não fica atrás.

16 FEVEREIRO 2021
SABER MAIS