Quem és tu no Japão?
Japão a seu gosto

Japão a seu gosto

Monjayaki

Japão tem muitas atrações turísticas e culturais, existe pelo menos uma que o vai deixar de boca aberta.


Para mim, talvez a que goste mais é a comida. Por mais que viaje e conheça diferentes culturas e suas gastronomia típicas, nenhuma se compara à minha querida gastronomia portuguesa. A única outra gastronomia que também me deixa com água na boca, é a do Japão.

Japão tem algumas semelhanças com a nossa dieta (ambos os países são os que consomem mais peixe per capita do mundo) e algumas das receitas japonesas são baseadas na cozinha portuguesa ( o pão, e o pão-de-ló, lá conhecido por castela, por exemplo).

No entanto, há um prato gastronómico japonês do qual eu sou um fã incondicional:
O Okonomiyaki ou お好み焼き


Okonomiyaki

O Okonomiyaki é considerada a pizza japonesa por ter o mesmo princípio de podermos juntar o que quisermos aos ingredientes fazendo-a ao nosso gosto.


Daí o nome, Okonomiyaki, que significa “grelhado ao nosso gosto”.


No entanto, a semelhança com a pizza acaba aí. Aliás é mais parecido com uma panqueca, por isso também é considerada a panqueca japonesa.


O Okonomiyaki é uma massa feito com dashi (caldo de peixe) e farinha, aos quais se acrescenta um ovo e legumes. Esta é a base, depois acrescentamos o que quisermos para a tornar “ao nosso gosto” (abaixo deixo a minha receita).


Cada região tem a sua fórmula para o Okonomiyaki. Mas sendo originário de Kansai, as duas mais famosas são a de Osaka e a de Hiroshima, que diferem ligeiramente na sua confecção.


Tokyo também tem uma variante de Okonomiyaki que se chama もんじゃ焼き ou Monjayaki (a que está na fotografia).


Uma vez que o Okonomiyaki pode levar muitos ingredientes, é ideal para quem gosta de variar. Como é prático e divertido de fazer já que normalmente é feito pela própria pessoa numa chapa quente chamada Teppan, pode ser uma maneira diferente de passar o tempo, fazer uma refeição diferente com amigos, ou entreter as crianças (Atenção: ter cuidado com a chapa quente).


A receita a meu gosto

Como a minha mulher é vegetariana, eu faço a base do Okonomiyaki com caldo de vegetais mas pode ser feito com caldo de peixe também.
Muito basicamente o Okonomiyaki é preparado em três fases:

  1. Os ingredientes a misturar
  2. Os Toppings
  3. A massa

Os primeiros podem ser pré-preparados para quando começarmos a aquecer a chapa, assim não perdermos tempo e energia com a sua preparação.

1- Os ingredientes para 4 pessoas que eu costumo usar são:

  • 400 gr de couve coração cortada em pedaços muito pequenos (pode ser pak choi ou couve chinesa)
  • 4 ovos
  • 4 colheres de óleo de côco
  • 1 lata de atum ou 9 fatias de bacon (para mim e para o meu filho) e beringela ou cogumelos para a minha mulher

2- Os Toppings são:

  • Maionese japonesa
  • Katsuobushi (flocos de atum)
  • Molho de barbecue (eu uso bull-dog que é um molho para Tonkatsu)

3- Massa:

  • 1 cubo de caldo de vegetais ou 1 colher de Katsuo-dashi em pó
  • 250 ml de água
  • 200gr de farinha de espelta (pode ser normal)
  • 10gr de polvilho doce
  • Sal qb


Para fazer a massa, é necessário de usar um pouco da água e dissolver o cubo de caldo de vegetais em lume médio. Deixar arrefecer.
Misturar todos os ingredientes da massa numa taça e bater com a varinha mágica com a vara de arames.

Agora a parte divertida.


Usar uma taça onde misturamos 100gr da couve com 1/4 da massa e um ovo, e no caso de usarmos atum ou os cogumelos também envolvemos nesta fase. Misturamos com a colher até envolver a massa e o ovo na couve e depois deitamos a mistura na chapa quente (eu uso uma frigideira de ferro larga) previamente untada com uma colher de óleo de côco.
Para ser rápido e não perdermos tempo na transição de Okonomiyaki eu uso uma taça para cada pessoa onde faço a mistura e assim é só por uma a seguir a outra.

Deixamos fritar um pouco e viramos com a ajuda de duas espátulas metálicas.
Depois pomos as fatias de bacon e/ou a beringela por cima e deixámos cerca de 3 minutos em lume médio.
Voltamos a virar para fritar um pouco a beringela e/ou bacon e já está.

Agora o toque final.


Já no prato, colocar maionese japonesa, o molho barbecue por cima e Katsuobushi para decorar.
É servir e voltar a repetir o processo para cada pessoa.

Espero que gostem e que se divirtam e não se esqueçam de dizer Itadakimasu ;)

 

AUTOR: JORGE FERRAO


Com tantos entraves e condicionantes que tem vindo a acontecer neste últimos anos, não ir ao Japão já não é uma questão. Conheça quais as condições para poder finalmente realizar uma viagem de uma vida ou, se for o caso, redescobrir o Japão atual após o isolamento devido ao Covid-19.

11 SETEMBRO 2022
SABER MAIS

O Verão é a época do ano com mais tradições e matsuri no Japão e é também a melhor altura para passar cartão aos amigos e familiares.

26 AGOSTO 2022
SABER MAIS

Agora já podes FUJIR para o Japão, mas com algumas condições. Se quiseres saber quais são, lê o artigo.

15 JUNHO 2022
SABER MAIS

No japão há bonecos e mascotes para quase tudo, até para mandar vir chuva. Teruterubouzo é um boneco muito simples que não só controla o tempo como resiste à passagem do tempo.

08 ABRIL 2022
SABER MAIS

Iroha é o equivalente ao nosso ABC. É um pangrama que se transformou numa canção ou ladainha e que a maioria dos japoneses conhecem. O que a torna uma curiosidade para nós, ocidentais, é a sua utilização. Uma forma divertida de ordenar e memorizar um alfabeto.

31 JANEIRO 2022
SABER MAIS

Tawashi é uma pequena escova que existe há mais de um século no Japão e que tem uma história curiosa, por isso dizer que lavar com Tawashi é limpinho é pouco.

30 NOVEMBRO 2021
SABER MAIS

As beringelas são dos vegetais mais apreciados no Japão. Há muitas maneiras de as confecionar e apreciar. Se quiserem saber um pouco mais desta magnífica iguaria é só carregar no botão

31 MAIO 2021
SABER MAIS

Gyoza é uma entrada japonesa originária da China, que o Japão a transformou à sua maneira. Quem gosta de Gyoza deve carregar no saber mais.

25 MARÇO 2021
SABER MAIS

Sempre que vou a um restaurante japonês, penso "Dá-me Edamame" e a refeição começa logo bem. Edamame é mais do que um aperitivo, é um cimento social que solidifica relações inter-pessoais. Se quiseres saber do que estou a falar, lê o meu post.

09 MARÇO 2021
SABER MAIS